"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, julho 24, 2010

Justiça de Contagem determina internação de adolescente de 17 anos

A Justiça de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, determinou a internação do adolescente de 17 anos, primo do goleiro Bruno, que delatou à polícia detalhes sobre a morte da ex-amante do atleta Eliza Samudio, desaparecida desde o dia 4 de junho. O magistrado estipulou o prazo de internamento em 45 dias.
O depoimento do adolescente, de 17 anos, na Vara da Infância e Juventude de Contagem, em Minas Gerais, acabou na noite desta segunda-feira. Ele deixou o Fórum da cidade sob forte esquema de escolta policial, com o rosto coberto pior um casaco. O jovem foi levado para o Centro de Internação Provisória, na Região Leste da capital mineira.

O adolescente, primo do goleiro Bruno, chegou em Minas por volta de 16h. O menor é a principal testemunha do desapecimento da estudante Eliza Samudio, de 25 anos. A Polícia Civil avalia a possibilidade de fazer uma acareação com Sérgio Rosa Sales, que também é parente de Bruno, ainda esta semana.

Após chegar no Aeroporto de Pambulha, em Belo Horizonte, o menor foi levado para o Centro de Internação Provisória, na Região Leste da capital mineira. Pouco depois, o jovem foi levado para a Vara da Infância e Juventude de Contagem, onde prestou depoimento até às 20h30. O jovem foi ouvido pelo promotor Leonardo Barreto Moreira Alves e pelo juiz Elias Charbil. Como os pais do menor não estão presentes no depoimento, o advogado dativo José Roberto Cordival Júnior acompanhou o adolescente.

Nesta segunda-feira, o juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude do Rio de Janeiro, Marcius Ferreira, autorizou a transferência para Minas Gerais do menor. A presença do jovem pode ajudar a polícia mineira a solucionar o caso do desaparecimento da ex-amante do jogador mais rápido. O adolescente, cujo depoimento deflagrou a prisão do jogador e outros suspeitos, foi apreendido, semana passada, na casa do goleiro, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.


Reviravolta no caso


Em depoimento, revelado por O DIA, J. disse que saiu do porta-malas da Range Rover e apontou arma para Eliza. Ela teria pego a arma, tentado atirar, mas a pistola estaria sem munição. J. disse que recuperou a arma e deu três coronhadas na vítima. Segundo ele, Eliza e o bebê ficaram presos num quarto até dia 9.

J. disse que Bruno não sabia do sequestro, o que a polícia encara como tentativa de livrar o atleta. Segundo o menor, no sítio, Sérgio teria vigiado a jovem e dado um celular a ela, obrigando-a a ligar para uma amiga, dizendo que estava tudo bem. Segundo J., ao chegar ao sítio, Bruno teria dito para Macarrão e Sérgio ‘resolverem o problema’. O goleiro acrescentou que tinha dado ‘merda’ da primeira vez e não queria que o problema se repetisse. Em seguida, teria voltado ao Rio.

Eliza teria sido entregue a um homem conhecido como Neném, que teria amarrado os braços e sufocado a jovem com uma corda. O menor teria visto Neném levar um saco para o canil, onde havia quatro rotweillers, e contou que o homem retirou a mão de Eliza do saco e jogou aos cães.

Fonte:odiaterra.com.br/ Foto: diariodepernanbuco.com.br








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.