"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, abril 30, 2011

Menores de 18 anos estão envolvidos em 40% dos crimes via internet

Vício e crimes na internet. Essas são as principais preocupações da Polícia com relação às crianças e aos adolescentes que a cada dia passam cada vez mais tempo em frente à tela de um computador. Os dados do Núcleo de Repressão contra Crimes Eletrônicos (Nurecel) da Polícia Civil mostram que até agora foram registradas 300 ocorrências ligadas a crimes na rede no Espírito Santo. Até o final do ano esse número deve chegar a 450. O que chama atenção é que os menores de 18 anos estão envolvidos com 40% dos crimes via internet, seja como autores ou vítimas.


O investigador Eduardo Pinheiro, especialista no assunto, e que desde o ano passado já deu palestras para mais de cinco mil alunos de colégios da Grande Vitória sobre esse problema, afirma que a maioria acredita que a internet é uma “terra sem lei” e que muitas vezes nem sabem que estão cometendo um crime. “O crime de injúria acontece na maioria das vezes com as ofensas que o adolescentes colocam nas páginas dos colegas. Muitas vezes eles fazem montagens pornográficas com fotografias de conhecidos e criam perfis com o objetivo de denegrir a imagem do outro.” Ele disse que outros crimes muito cometidos são o de calúnia e ameaça.

acredita que os pais deveriam entrar em um acordo com os filhos para limitar o tempo no computador. O investigador revelou que o excesso de tempo na internet provoca queda no rendimento escolar, problemas de obesidade e sedentarismo. Ele confirmou a preocupação da Polícia por conta do grande número de adolescentes envolvidos com crimes, ou como vítimas ou como autores. Segundo ele, vários jovens já respondem por processos no Estado.


Os educadores também estão preocupados. A pedagoga Michele Massariol destacou que vem recebendo várias reclamações por parte dos pais e dá a seguinte orientação. “Os pais devem acompanhar, limitar o tempo de uso e em alguns casos retirar o computador do quarto e colocá-lo em um ambiente que todos possam ver o que o adolescente está fazendo”. Ela confirmou que ficar muito tempo no computador atrapalha o rendimento na escola. A pedagoga disse ainda que o problema não se resume só a adolescentes, Michele revelou que há crianças de 7 anos que já enfrentam o mesmo problema.


Fonte: Gazeta Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.