"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

segunda-feira, setembro 20, 2010

Menor fere outro com uma faca

DIEGO MEN­DES
Uma con­fu­são entre dois ado­les­cen­tes ter­mi­nou na emer­gên­cia do Hospital da Restauração (HR), no Derby, Recife. Os ga­ro­tos de 16 e 17 anos te­riam se jun­ta­do para fumar uma pedra de crack, na rua Francisco Leopol­dino, na Várzea, quan­do o mais velho re­sol­veu agre­dir o mais jovem com uma faca. O golpe atin­giu a ví­ti­ma no pul­mão. Depois de ter agre­di­do o co­le­ga, o ga­ro­to foi es­pan­ca­do pelos pa­ren­tes do me­ni­no fe­ri­do, tam­bém pre­ci­sou de cui­da­dos mé­di­cos foi le­va­do para uma uni­da­de hos­pi­ta­lar por po­li­ciais do Grupo de Ações Táticas Itineran­tes do 12° BPM.
Quando os dois ado­les­cen­tes se en­con­tra­ram na emer­gên­cia do HR, quase pro­ta­go­ni­za­ram mais uma con­fu­são, pois a ví­ti­ma ficou re­vol­ta­da com a ati­tu­de do agres­sor. Segundo tes­te­mu­nhas, o menor de 16 anos teria dito que o ado­les­cen­te de 17 anos o cha­mou para fumar crack, mas disse que es­ta­va pas­san­do mal. Preocupado, o jovem atin­gi­do com a faca es­ta­va dando mas­sa­gem nas cos­tas do rapaz, quan­do aca­bou sendo cor­ta­do. No HR, foi cons­ta­ta­do que o jovem agre­di­do, ano pas­sa­do, tam­bém para a Restauração após ter sido agre­di­do com uma gar­ra­fa.
De acor­do com o sol­da­do do GATI, do 12° BPM, Ricardo Oli­veira, o acu­sa­do teria sido agre­di­do por pes­soas co­nhe­ci­das da ví­ti­ma. “Quando che­ga­mos lá, ele es­ta­va no chão, quase de­sa­cor­da­do. Não sa­be­mos o nome das pes­soas que o agre­di­ram. Como fomos in­for­ma­dos que esse rapaz havia es­fa­quea­do outro menor, o trou­xe­mos ao HR e es­ta­mos fa­zen­do sua cus­tó­dia”, ex­pli­cou o PM.
Ao che­gar a Restauração, o ado­les­cen­te de 17 anos negou ter agre­di­do o amigo. “Isso é men­ti­ra. Eu não dei fa­ca­da em nin­guém. Essas pes­soas estão que­ren­do me in­cri­mi­nar com essa his­tó­ria”, ale­gou.
O es­ta­do de saúde da ví­ti­ma, de acor­do com a as­ses­so­ria de im­pren­sa do HR, era con­si­de­ra­do grave até o fe­cha­men­to desta edi­ção. Depois de ser aten­di­do no HR, o agres­sor foi le­va­do à Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), onde foi au­tua­do por ten­ta­ti­va de ho­mi­cí­dio. Ele foi en­ca­mi­nha­do para a Fundação de Atendimento Socio­educa­tivo (Funase).
Fonte:http://www.folhape.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.