"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

domingo, janeiro 16, 2011

Após série de assassinatos, Maceió (AL) registra 1ª morte de morador de rua do ano

SÍLVIA FREIREDE
SÃO PAULO
Um adolescente morador de rua foi encontrado morto dentro de uma lixeira no estacionamento de um supermercado, na região central de Maceió (AL). É o primeiro morador de rua assassinado neste ano na capital alagoana.
Em 2010, foram 32 casos, segundo levantamento da Arquidiocese de Maceió. A Secretaria da Defesa Social diz que foram 24 mortos.
O corpo do adolescente foi localizado na madrugada de sábado e ainda está no IML de Maceió, sem identificação. Segundo a polícia, ele era conhecido como Alex.
O laudo com causa da morte não foi concluído. No boletim de ocorrência não há informação sobre eventuais marcas de tiros ou de facadas.
Segundo o delegado Alcides Andrade, do 1º Distrito Policial, um funcionário do supermercado será ouvido na tarde desta terça-feira (11). Ele deverá esclarecer se as câmaras de segurança registraram o momento em que o corpo foi colocado na lixeira. As gravações podem ser requisitadas.
CONSELHO TUTELAR
No final do ano passado, uma unidade de investigação criminal da Força Nacional de Segurança, do Ministério da Justiça, foi enviada a Alagoas para ajudar nas investigações sobre as mortes dos moradores de rua e outros homicídios no Estado.
Segundo a Secretaria da Defesa Social, 60% das 24 mortes de moradores de rua investigadas foram esclarecidas. A conclusão é que não estão relacionadas à ação de grupos de extermínio.
O promotor Alfredo Gaspar Mendonça, que acompanha as investigações sobre os assassinatos, disse que em novembro passado cobrou providências do poder público sobre a situação de adolescentes dependentes de crack que viviam nas ruas da capital.
O promotor disse que cadastrou cerca de vinte crianças e adolescentes, entre 12 e 15 anos, os colocou em um ônibus emprestado e entregou ao Conselho Tutelar com pedido para que fossem encaminhados. "No dia seguinte, todos estavam nas ruas novamente".
"Não causa surpresa o assassinato de adolescente em situação de rua. Eles vivem expostos a todo tipo de risco. É um problema a ser enfrentado pelas autoridades", disse Mendonça.
O coordenador de abordagem do Projeto Guardião, ligado à Prefeitura de Maceió, Carlos César Alves de Souza, disse que eles fazem um trabalho de proteção aos moradores de rua. Segundo Souza, grande parte dos adolescentes que moram nas ruas é usuária de crack, e há falta de unidades de internação para adolescentes no Estado.
Fonte:http://noticias.bol.uol.com.br Data:11/01/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.