"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, janeiro 01, 2011

FUDAÇÃO CASA: Funcionário é preso por suspeita de ter facilitado fuga dos internos

Por Gabriela Zacariotto

O agente de apoio sócioeducativo da Fundação Casa de Mogi Mirim, Bruno Ferreira da Silva, foi preso na última quarta-feira, por suspeita de envolvimento e facilitação na fuga de 47 menores registrada na unidade de Mogi Mirim, no último dia 24 de setembro. Segundo o promotor de Justiça, Rogério Filócomo, a ordem de prisão temporária de Silva foi emitida após as informações obtidas na sindicância interna da instituição e depoimentos de menores. Alguns internos chegaram a apontar Silva como o responsável por entregar o revólver 38 utilizado na fuga. Com a arma, o menor D.A.S, de 17 anos, teria tentado atirar no diretor da unidade, Anderson Pereira de Paula. Ele chegou a acionar o gatilho, mas arma falhou. Ele chegou a fazer outras duas tentativas contra um colega de Silva, mas, novamente, as balas picotaram. Já no dia 29 de setembro, o líder da fuga, acompanhado pelo também fugitivo Lucas Fernandes dos Santos, 18, encontraram com Fábio Silva, 31, que trabalha na Fundação Casa, e também apontaram a arma para ele com a intenção de atirar. A vítima conseguiu escapar e chamou a polícia. O promotor comentou que ainda pesam sobre o agente de apoio sócioeducativo as suspeitas de levar drogas para os adolescentes infratores na instituição, facilitação de fuga e corrupção passiva, uma vez que ele pode ter recebido dinheiro para fazer isso. Agora, a Polícia Civil de Mogi Mirim tem o prazo de 10 dias para concluir as investigações sobre o caso. Caso o trabalho não seja concluído nesse período, pode ser ampliado por mais 10 dias. Fundação Casa Segundo informações divulgadas na imprensa de São Paulo, Silva teria recebido R$ 5 mil para levar drogas e a arma para dentro da unidade. O delegado de Mogi Mirim, Antonio Aparecido Souza, foi procurado para comentar o andamento das investigações, porém não foi localizado pela reportagem do JC. Segundo informações da assessoria de imprensa da Fundação Casa, a investigação interna terá continuidade para averiguar as responsabilidades do funcionário na fuga dos menores, através de um processo administrativo. Caso a participação de Silva fique comprovada, ele será demitido por justa causa. Até esta sexta-feira, dos 47 menores que haviam fugido do local, 30 haviam sido recapturados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.