"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quinta-feira, abril 19, 2012

No Recife, evento discute relação das crianças e adolescentes com drogas

Seminário Pesquisa e Adolescência acontece na UPE, em Santo Amaro.
Serão abordados modos de prevenção e de como pais podem ficar atentos.

Um evento no Recife vai discutir a atual relação das crianças e adolescentes brasileiros com as drogas, nesta quarta-feira (18). Profissionais da área, professores e estudantes da Universidade de Pernambuco (UPE) vão se reunir no Seminário Pesquisa e Adolescência, realizado na faculdade de enfermagem da instituição, no bairro de Santo Amaro. Segundo especialistas, o acesso ao álcool e a outras drogas está acontecendo cada vez mais cedo.

Em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta quarta, a coordenadora do seminário, Lygia Pereira, explicou os cuidados que os pais precisam ter para combater o problema. “Os pais devem manter um diálogo com os filhos e se munir de informações sobre os problemas da droga, para que esse diálogo seja qualificado e que haja, na orientação dos pais, uma eficácia. Desse modo, que venha possibilitar tanto a prevenção, como também os pais terem a possibilidade de identificar os primeiros sinais”, informa.

Os parentes podem ficar atentos a cheiros estranhos, mudanças de fisionomia, mas também devem prestar bastante atenção às diferenças de comportamento. “Sinais físicos podem ser identificados, sim. Mas os sinais de comportamento ainda são os mais importantes, para que se identifiquem esses problemas. O modo como a criança se comporta, as rebeldias – não aquelas próprias da idade –, um comportamento diferente, associado a outros sinais, pode, sim, identificar o uso de drogas”, contou Lygia.

Ainda de acordo com a coordenadora do seminário, após a identificação, a ajuda deve, imediatamente, ser buscada. “O problema da droga é grande demais para a família enfrentar sozinha. Os pais precisam procurar um serviço que o auxiliem no tratamento. Há, na rede pública, os Caps álcool e droga, os infantis, que podem assistir as crianças e ajudar os pais”, concluiu.
Fonte: http://g1.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.