"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quarta-feira, julho 27, 2011

Festas onde menores podem beber e participar de orgias são comuns em BH

Na última sexta-feira, 109 adolescentes foram apreendidos no evento chamado American Pie. Para a surpresa de muitos pais, a Vara da Infância e Juventude afirma que as festas são comuns na capital.
Luana Cruz -
Música alta, strip tease, vodca com energético e mais de 300 jovens e adolescentes. Esse foi o cenário encontrado pela Vara da Infância e Juventude de Minas Gerais numa festa, na última sexta-feira, onde mais de 100 menores de idade foram flagrados. A divulgação do evento "American Pie" prometia bebida liberada e até um campeonato de orgia. A festa aconteceu numa casa de eventos na Avenida Raja Gabaglia, no Bairro Santa Lúcia, Região Centro-Sul da capital. Desconfiados, pais denunciaram a festa ao Conselho Tutelar que montou uma fiscalização no local do evento.

Segundo a Comissária da Vara da Infância e Juventude de Minas Gerais, Denise Pires Costa, no local foram encontrados 109 menores. Ao chegar no salão de festa a equipe de fiscalização pediu que o som fosse desligado e exigiu a carteira de identidade dos participantes. A comissão flagrou jovens tirando a roupa em público e muitos menores consumindo vodca. A organizadora do evento, uma mulher, de 36 anos, se apresentou aos comissários e tentou alegar que a festa era particular, em comemoração ao aniversário do filho dela. Porém, houve venda de ingressos para o evento em praças de alimentação de shoppings da Zona Sul de BH. Os convites antecipados eram vendidos a R$ 30 e na porta do evento custavam R$ 50. Por isso, segundo Costa, o evento se tornou público. Depois do flagrante, os menores ficaram sob a guarda da equipe até a chegada dos pais.

Na internet, a organizadora usa o codinome Cristiane F. Ela anuncia a venda de ingressos para a "American Pie" e convida os jovens para participar do evento. Segundo Costa, a promoter faz muitas festas em BH e já foi denunciada ao Conselho Tutelar em outras oportunidades. Quando se apresentou à comissão durante a abordagem, a promoter deixou uma carteira de habilitação com os fiscais, mas logo depois desapareceu. Conforme a comissária, ela fugiu sem pagar garçons e seguranças da festa, causando revolta nos funcionários.

Para a surpresa de muitos pais, Denise Pires Costa afirma que esse tipo de abordagem é muito comum. “Todo dia tem festas desse tipo em sítios e salões, principalmente na Região da Pampulha”, afirma Costa. A comissária cita outra festa onde 30 menores foram apreendidos numa casa, no Bairro Santa Branca. No último domingo, a equipe do Conselho Tutelar recebeu denúncias de vizinhos. No local, a mesma cena: muita bebida e muitos adolescentes.

Infração

Segundo Costa, a organizadora do evento vai responder por duas infrações administrativas. A primeira delas por não possuir alvará para realizar festas com a presença de menores e a segunda por vender bebida alcoólica para esses jovens. A dona do codinome Cristiane F. só poderá ser acionada criminalmente caso os pais desse adolescentes denunciem na polícia crimes contra os filhos. A comissária Denise Pires Costa vai pedir a apuração de conduta irregular nas festas organizadas por Cristiane F.
Divulgação

O folder da festa, divulgado na internet, usa a imagem do filme American Pie, uma produção norte-americana que mostra a história de quatro jovens em busca de aventuras sexuais. Eles fazem um pacto para perder a virgindade e acabam se metendo em situações inusitadas. O telefone de informações sobre festa, que está no folder, é de um menor de 17 anos. O jovem disse ao em.com.br que apenas divulga a festa e que tem contato com a organizadora do evento somente pela internet. Segundo o adolescente, a festa seria a comemoração de um aniversário, mas por causa da grande divulgação, o evento teve muita repercussão. Outros menores também participavam da divulgação da American Pie.

Alerta

A Vara da Infância e Juventude de Minas Gerais alerta os pais para que fiquem atentos às festas frequentadas pelos filhos. Denúncias sobre eventos suspeitos podem ser feitas pelos telefones (31) 32078106 e (31) 32078106.
Fonte:www.em.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.