"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

segunda-feira, julho 04, 2011

Morre idosa agredida dentro de casa por menores infratores


Foi sepultada no Cemitério Municipal de São Joaquim da Barra, na tarde de 27, quarta-feira, a senhora Maria Bardão Cavalari, 80. Ela morreu após duas semanas internada na Santa Casa, vítima da ação de três indivíduos suspeitos de tê-la agredido. A Polícia Civil de São Joaquim da Barra identificou e prendeu três elementos, dois deles menores, que praticaram o crime. A vítima residia na rua Ceará nº 1.346, Centro de São Joaquim da Barra.

O crime ocorreu no dia 17/04/2011, por volta das 21h30. A vítima estava sozinha quando teve sua residência invadida por indivíduos desconhecidos, os quais lhe agrediram e subtraíram uma espingarda, dois canos, cabo de madeira com trabalho artesanal, sem marca ou numeração, velha, de enfeite, que estava pendurada na parede. A idosa sofreu ferimentos na cabeça, no braço e rosto.

Consta que Maria telefonou para sua “filha de criação” (Elioandri), dizendo que “havia ladrão dentro de casa”. Elioandri retornou imediatamente para casa e encontrou Maria desacordada, providenciando em seguida seu encaminhamento à Santa Casa local, onde permaneceu internada em estado grave até vir a óbito no dia 27.

Os autores do delito foram presos antes de a vítima vir a óbito, e a identificação do adolescente M.O.M., 17, foi o primeiro passo para se chegar aos demais criminosos. A partir da identificação do menor, os investigadores conseguiram identificar os outros dois: A.C. da S.V., 18 anos, conhecido por “Pretinho”, e o menor G.F.R., 17 anos, conhecido por “Guila”.

Ficou apurado que os três combinaram o assalto, sendo que “Pretinho” e “Marcinho” invadiram a casa, enquanto “Guila” permaneceu de vigia na porta.

Diante da gravidade do fato e da inequívoca identificação dos autores, a Polícia Civil representou pela internação provisória dos adolescentes e prisão temporária do maior imputável. O Ministério Público apoiou a representação e a MM Juíza da 2ª Vara Judicial da Comarca local, ainda na data de ontem, decidiu, acatando a representação, determinando o encarceramento dos envolvidos.

A..C..da S.V., vulgo “Pretinho”, foi indiciado pelo crime previsto no artigo 157, parágrafo 3, segunda parte do Código Penal, podendo receber pena de 20 a 30 anos, e os adolescentes G.F.R., vulgo “Guila” e M.O.M., vulgo “Marcinho”, responderão por ato infracional consistente na conduta prevista no mesmo artigo.

O inquérito policial será concluído até sexta-feira, 29, quando a Polícia Civil representará novamente, desta vez pela manutenção da prisão preventiva de “Pretinho” e pela manutenção da internação provisória dos adolescentes.


Fonte:http://www.jornalvoz.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.