"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, julho 09, 2011

Agentes penitenciários realizam paralisação por melhores condições de trabalho no ES

Os agentes penitenciários do Espírito Santo iniciaram uma paralisação de 24 horas nesta quinta-feira (07). Segundo a categoria, sem escolta para transferência dos presos os Departamentos de Polícia Judiciária (DPJs) e delegacias já começam a ficar superlotados. Os agentes afirmam que estão abandonados e reivindicam, além do plano de cargos e salários, o porte de armas.

Alguns dos agentes que deixaram de trabalhar se reuniram em frente ao Complexo Penitenciário de Viana para protestar. " Queremos mostrar que não somos escravos, não somos carrascos de preso e o Governo insiste em desrespeitar a gente, porque a Secretaria de Justiça não tem um representante que defenda a nossa categoria. Por isso que está essa bagunça dentro da Sejus. A gente faz vários denúncias do que vem acontecendo de perseguição de agente penitenciário, condições ruins para a secretaria e isso não é visto. A secretaria faz uma denúncia contra nós em um dia ou menos o juiz defere uma liminar contra a gente. Nós temos problemas de agentes que passaram nos últimos concursos e estão sujeitos a ir para a rua simplesmente porque têm mais de 31 anos. Isso é um absurdo em um país democrática e que não pode haver discriminação", disse o vice-presidente do Sindicato dos agentes do Estado, Denys Mascarenhas.

A paralisação envolve cerca de 2500 agentes penitenciários da Sejus e, inicialmente, deve durar 24 horas. Eles ameaçam cruzar os braços por tempo indeterminado, caso não haja avanço nas negociações. Os funcionários querem, entre outras reivindicações, planos de cargos e salários para a categoria.

"A gente precisa de porte de armas, porque as nossas famílias passam dificuldade, já que a maioria dos presos moram do lado das nossas casas. E hoje se a sociedade não sabe, tem 600 presos foragidos morando na Grande Vitória. E a gente está abandonado porque quando um agente penitenciário sofre um atentado, a PM até se esforça em ajudar, mas ela não tem condição de nos atender 24 horas. Então nossa indignação é grande, e isso não vai ficar assim", afirmou Mascarenhas.

Os agentes realizam uma assembleia, às 16 horas, desta quinta-feira (07) para definir os rumos do movimento. A categoria também pediu mudanças na Sejus. O secretário de Justiça, Ângelo Roncalli falou sobre a paralisação. "Nós criamos uma comissão formada por dois servidores aqui da Sejus e um da Secretaria de Gestão e convidamos o sindicato para que apresentem três nomes e na segunda-feira, às 14 horas, nós comunicamos ao sindicato através de e-mail, porque recebemos isso ontem, já no final da tarde, o convite para sentarmos com essa comissão e discutir os principais pontos", falou.
Foto: Reprodução TV Vitória


Fonte:http://www.folhavitoria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.