"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, janeiro 21, 2012

Presos destroem celas de presídio regional

Rebelião durou sete horas e terminou com três detentos feridos; um em estado grave

Um motim que durou sete horas no Presídio Regional de Poços de Caldas, no Sul de Minas, acabou, na madrugada de anteontem, com a transferência em massa de cerca de 120 detentos e deixou parte da unidade prisional destruída. Agentes da Subsecretaria de Administração Penitenciária de Minas Gerais (Suapi), policiais militares e do Corpo de Bombeiros estiveram no local para negociar com os presos, apagar as chamas e conter parentes que esperavam do lado de fora do presídio.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o motim começou por volta das 20h30 de anteontem quando os detentos colocaram fogo nos colchões e começaram a destruir as celas. Ainda segundo a PM, o sinal para o início da rebelião foi o som de um tiro do lado de fora do presídio. O capitão Edilson Ramirez, do 29º Batalhão de Polícia Militar de Poços de Caldas, relatou que, no começo da operação, os presos estavam aceitando as negociações. "Os policiais chegaram ao local e negociaram com os detentos, que acataram nossas ordens".

Uma bandeira branca chegou a ser erguida por volta da meia noite e alguns presos tentaram convencer os outros a encerrar a revolta, mas a trégua não durou muito. O incêndio foi recomeçado e os policiais tiveram que utilizar explosivos de efeito moral.

Os presos revidavam com paus e pedras que resultavam na destruição das celas. Três detentos ficaram feridos. Dois foram atendidos no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e um terceiro foi levado para a Santa Casa da cidade, onde está internado, em estado grave, por ter inalado muita fumaça da queima dos colchões.

O motim só terminou na madrugada de ontem com a transferência de detentos para unidades prisionais da região.

Avaliação
Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social, não houve fugas e os detentos apresentaram suas reivindicações. O presídio vai avaliar os danos à unidade e instaurou uma investigação para apurar as circunstâncias do ocorrido.

Fonte: http://www.otempo.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.