"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

terça-feira, maio 29, 2012

Baile funk em Campinas tinha 200 adolescentes, drogas, bebidas e sexo

Segundo policiais, jovens mantinham relações sexuais em um sofá.
Também foram encontrados cocaína, maconha e um cachimbo de narguilé.

Policiais militares e representantes da Vara da Infância e Juventude flagraram na madrugada deste sábado (26) cerca de 200 adolescentes entre 14 e 16 anos participando de um baile funk que era “regado” a drogas e bebidas alcoólicas na Vila Padre Anchieta, em Campinas. O proprietário da casa e dois DJs foram levados para a delegacia. Eles só vão ser liberados após o pagamento de fiança. Um dos detidos é garçom na Prefeitura de Campinas. A administração espera ser notificada oficialmente para se pronunciar e tomar providências.
O baile, do “Clube Hipnose”, acontecia dentro de uma casa e na chegada dos policiais o evento estava no auge. Os responsáveis tentaram impedir a entrada das autoridades e algumas pessoas pularam o muro para escapar do flagrante.
De acordo com os fiscais e policiais, alguns adolescentes mantinham relações sexuais em um sofá colocado abaixo do palco. O consumo de álcool e drogas era evidente.
Um rapaz de 16 anos estava desmaiado e precisou ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).
Em uma mesa no quintal da casa uma amostra do “combustível” da festa. Eram várias bebidas alcoólicas, porções aparentemente de cocaína e maconha, além de vidros com lança-perfume. Também foi encontrado um cachimbo de narguilé. A venda do narguilé é proibida para menores de 18 anos em todo o Estado de São Paulo desde 2009.
Festa Divulgada na Internet
De acordo com as autoridades que participaram do flagrante, a festa era divulgada na internet. Meninas entravam de graça e os rapazes pagavam R$ 10. “Aqui tem mulher dá hora. E o bagulho é louco. As meninas piram nesta festa. Só tem menina novinha”, disse um rapaz que disse ser frequentador do lugar. “De 11 para cima”, completou outro adolescente.
Um adolescente de 14 anos disse à EPTV que era a sexta vez que frequentava o lugar, mas disse que só bebeu refrigerante. “Só guaraná”, completou. Os jovens flagrados só puderam deixar o local na presença de pais ou responsáveis.
Foto: Baile com adolescentes na Vila Padre Anchieta, em Campinas (Foto: Reprodução EPTV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.