"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

domingo, maio 27, 2012

Cadeia de Lutécia reabre celas masculinas e de adolescentes

Depois de 57 dias fechadas após ter sido interditada parcialmente pelo juiz corregedor dos presídios da Comarca de Paraguaçu Paulista, Adilson Russo, as quatro celas da ala adulta masculina e um xadrez destinado a abrigar adolescentes autores de atos infracionais, a Cadeia Pública de Lutécia voltou a funcionar em sua totalidade na última quarta-feira, dia 9 de maio.
Nesse período de quase dois meses, apenas as celas reservadas para mulheres não foram desativadas.
Segundo o delegado seccional de Assis, Newton de Calazans Junior, durante vistoria efetuada pelo juiz corregedor foi observada uma infiltração no teto da área interna que, segundo a autoridade judicial, poderia comprometer a infiltração das celas.
Por solicitação do juiz, o ex-delegado seccional Roberto Tucunduva determinou a interdição parcial da cadeia.
Inaugurada em agosto de 2.011, o prédio possui uma garantia contratual da empresa construtora para pequenos reparos pelo período de cincos.
Com isso, a contrutora, que tem sede em Presidente Prudente, recuperou o local afetado sem qualquer custo para a Secretaria Estadual de Segurança Pública e a obra foi entregue na última quarta-feira, dia 9 de maio.
Durante o período em que as cinco celas permaneceram desatividadas, os homens detidos na área de jurisdição da Seccional de Assis eram levados inicialmente à Duartina e, mais recentemente, para Pirajuí. Já os adolescentes encaminhados para a unidade de Garça.
No entanto, pessoas presas na região de Assis durante os dias de semana, desde que até às 16 horas, eram conduzidas diretamente para o Anexo de Detenção Provisória de Assis.
Os detentos levados para Duartina e Pirajuí, em três da semana - segunda, quarta e sexta-feiras eram trazidos para o ADP de Assis.
Ou seja, praticamente todos os dias da semana havia policiais civis nas estradas, escalados para escoltas, fossem para levar os detentos para Pirajuí ou Duartina ou para trazê-los de volta para Assis.
Pela última vez isso foi aconteceu nos últimos dois dias quando dezenas de policiais e várias viaturas foram empenhados para recambiar esses detentos de Pirajuí para Lutécia, que voltou a receber homens e adolescentes, distribuídos em quatro celas para adultos - sendo duas para prisões provisórias, uma aos devedores de pensão alimentícia e outra para presos que devem permanecer mais isolados por questões de segurança - e um xadrez que recebe menores de idade das regiões de Assis e Ourinhos, num acordo entre as duas Seccionais.
Em contra-partida, os presos autores de crimes contra costumes - por exemplo estupro e estupro de vulneráveis - praticados na região de Assis serão levados para a cadeia de São Pedro do Turvo, na área da Seccional de Ourinhos.
Cada cela da Cadeia de Lutécia recebe cerca oito detentos. “Como há cada dois dias, esses presos são transferidos para o Anexo de Detenção Provisória de Assis, não existe o risco de haver superlotação carcerária”, explicou Calazans Júnior.
Fonte: Jornal da Segunda | Foto: I7 Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.