"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quarta-feira, agosto 29, 2012

Adolescente é detido por tráfico

Uma “fabriqueta’ de entorpecente foi desmontada no bairro do Pina, em Santo Antônio do Tauá, na região nordeste do Estado, depois que policiais militares prenderam Walber Barbosa da Rocha e apreenderam um adolescente no momento que eles estariam confeccionando a droga.
A missão foi designada pelo capitão Alfeu aos cabos Jonilson, Garça e soldado Favacho, que receberam uma informação preciosa do investigador Miguel Jorge, afirmando que no final da rua Major Cornélio pessoas estavam trabalhando na fabrica de tráfico de drogas, recomendando inclusive cautela no local.
Com as informações nas mãos, a guarnição foi até o local do fato fazendo um cerco e encontrando no interior da residência Walber Barbosa da Rocha, que estava juntamente com um adolescente de 16 anos embolando a droga que seria vendida no bairro.
“Quando o menor percebeu a entrada da Polícia Militar tentou se desfazer de uma certa quantidade de drogas, jogando no vaso sanitário, tendo o soldado Favacho evitado tal ação. Ao pegar o material constatou que haviam 51 petecas de pasta de cocaína”, relatou o cabo Jonilson.
Levado para a Delegacia de Polícia Civil de Santo Antônio do Tauá, o marceneiro Walber Barbosa da Rocha, de 26 anos, confessou a prática delituosa fazendo constar em seu depoimento que trabalhava como vendedor de entorpecente, mais precisamente peteca de pasta base de cocaína. Disse também que atuava na área há cerca de um mês, e atualmente estava morando na residência de sua mãe.
Ele disse também que há cerca de um mês convidou o adolescente para morar na casa de sua mãe, e logo depois ambos passaram a trabalhar no mundo do tráfico. O crime seria praticado em via publica próximo a sua residência. Por dia, ele disse vender em torno de 39 petecas de pasta base de cocaína, sendo vendida pelo valor de R$ 10,00, apurando R$ 390,00 em média. Em outros dias chegava vender mais.
Parecendo estar em um confessionário, Walber Barbosa soltou o verbo dizendo que trazia a droga do bairro da Terra Firme em Belém, sendo o vendedor uma pessoa desconhecida. “Uma quantidade de 125 gramas de pasta base de cocaína dá para fazer aproximadamente 50 petecas”, confessou Walber.
Ele revelou que tinha acabado de chegar com o produto e estava trabalhando na embalagem quando a PM chegou e, mesmo o menor tentando se desfazer, não deu tempo e a “casa tinha caído”. Walber alem de vender disse ser também usuário e que já esteve preso por tráfico em Marituba.
Diante dos fatos, o marceneiro acabou mais uma vez autuado por tráfico de drogas enquanto o menor vai responder pelo mesmo crime, mas dentro do Estatuto da Criança e do Adolescente.
(Diário do Pará)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.