"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

terça-feira, novembro 08, 2011

Mãe de adolescente morta teme sofrer novo ataque

Policiais fizeram a segurança durante enterro da menina de 14 anos, ontem, no Cemitério da Paz; família quer proteção da PM.

NATÁLIA OLIVEIRA


Dois policiais e seis guardas municipais em frente ao velório quatro do Cemitério da Paz, na região Noroeste da capital. A cena incomum registrada ontem refletia a tensão de familiares e amigos da adolescente de 14 anos, assassinada no bairro Glória, durate o enterro da menina. A morte dela teria sido uma vingança à chacina ocorrida no mesmo bairro, no último dia 29, que deixou quatro mortos e 11 feridos. Os parenes da garota temem sofrer novo ataque.


Para evitar surpresas e novas mortes, a Polícia Militar aumentou a segurança no local. A suspeita é que a menor seja namorada de um adolescente de 17 anos suspeito de ser o autor da chacina. Indícios, conforme as investigações da Polícia Militar, indicam que o crime pode ter sido uma vingança orquestradada por pessoas ligadas às vítimas da matança.


Apesar dos indícios, a família da garota nega que a menina e o adolescente fossem namorados. "A gente conhecia ele (o suspeito da chacina) do bairro, mas os dois não eram namorados", afirmou a mãe da menina, a diarista Gilda Rocha, de 44 anos.


Revoltada e chorando muito, Gilda disse que vai pedir segurança à Justiça. Ela deseja até mesmo escolta policial para evitar um novo ataque a ela e a familiares. "Não vou voltar para casa enquanto a coisa não se resolver", disse a diarista. Ela e outras três filhas saíram da casa onde moravam há sete meses no mesmo dia em que a menor foi morta.


A principal suspeita do crime, conhecida como Lidiane, de 23 anos, é irmã de uma das vítimas da chacina e, até ontem, continuava foragida. Para o comandante da 34º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Idzel Fagundes, o reforço no policiamento será mantido na região onde ocorreram os crimes. "Estamos fazendo de tudo para que novos crimes não aconteçam", disse.



Moradores vivem com medo


Desde a chacina no último dia 29, os moradores do bairro Glória, na região Noroeste, vivem um clima de medo. A morte da adolescente anteontem aumentou ainda mais a insegurança dos moradores. "Mesmo não tendo ligação com essa chacina, nós ficamos com medo de ser vítimas de uma bala perdida", disse o técnico em segurança, Everton Caldeira, 19. A Polícia Militar garante que mantido reforço no policiamento na região. (NO)
Fonte: http://www.otempo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.