"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quarta-feira, setembro 28, 2011

Adolescente tenta matar colega em sala de aula, diz polícia em MS

Adolescente de 14 anos imobilizou colega e tentou feri-lo com canivete.
Estudante disse à polícia que havia resolvido matar alguém às 14 horas.
Do G1 MS

Um adolescente de 14 anos usou um canivete para tentar ferir um colega no pescoço, em caso ocorrido dentro na sala de aula de uma escola municipal, nesta quarta-feira (31), em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. Segundo a Polícia Civil, depois que foi apreendido, o garoto contou que havia resolvido matar alguém às 14 horas. Ele apresentou vários motivos e o caso está sendo apurado.

Testemunhas disseram aos policiais que, durante a aula, o adolescente perguntava a todo momento que horas eram. Às 13h50 ele saiu da sala, retornou dez minutos depois e foi em direção ao colega, de 12 anos. O adolescente imobilizou a vítima com uma gravata e usou o canivete para tentar cortá-lo no pescoço.
A vítima só não foi ferida pelo adolescente, pois conseguiu se soltar do golpe e atirou o canivete para longe, ferindo um dedo da mão. A Guarda Municipal foi acionada e o estudante apreendido, sendo levado à polícia.

Segundo a diretora da escola, Marilda Cavalcante, o adolescente começou a estudar na escola em 2004 e estava no 5º ano. Marilda disse que antes desse fato o estudante não tinha problemas na escola. “Ele sempre foi um bom aluno, tirava notas boas e respeitava os funcionários. Nós vamos nos reunir com a família dele para saber o que estava acontecendo em casa”, disse a diretora.

Versões
Os motivos que levaram o adolescente a tentar ferir o colega ainda estão sendo investigados. Entre as versões contadas pelo jovem, está a de que antes de ir para a escola ele tinha fumado um cigarro de maconha e decidido que mataria uma pessoa às 14 horas.

Para a Guarda Municipal, ele disse que queria imitar a cena de um filme que tinha visto recentemente. À Polícia Civil, o estudante contou que estava com raiva da vítima, que havia inventado boatos sobre ele. Um deles, era de que o adolescente havia faltado durante um tempo, pois havia sido flagrado com uma arma.

Marilda Cavalcante disse que o adolescente apreendido por ferir o colega apresentou comportamento instável há algumas semanas. Ele perguntou à diretora se ela não sentiu falta dele, pois tinha sido levado para uma Unidade Educacional de Internação (Unei). A coordenadora checou com a família do garoto, que negou o fato e disse que ele não tinha passado nenhum dia fora de casa. Nos registros da escola também não constaram faltas.

Nenhum dos dois adolescentes têm passagem pela polícia. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa e será investigada pela Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij) de Dourados.

Fonte: http://g1.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.