"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sexta-feira, setembro 16, 2011

Traficantes obrigam crianças e idosos a levar drogas para o complexo do Alemão, diz procurador

Ainda sob ameaça do tráfico, população aprova permanência dos militares
Quatro procuradores militares do Exército estiveram nesta quinta-feira (8) no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, para conversar com os moradores sobre a atuação da tropa nas comunidades. Nos relatos, moradores dizem que são ameaçados pelo tráfico e que são obrigados a levar drogas para o complexo. Crianças têm de levar drogas em mochilas e até idosos são coagidos.





Confira também
Cabral: UPP no Alemão começa a ser instalada em março de 2012

Chefe do Comando Militar admite tráfico

Serviço de inteligência alertou para ataque
...A força-tarefa do Ministério Público Militar está no Complexo do Alemão por causa do episódio de domingo (4), quando militares se envolveram em uma confusão com os moradores que estavam em um bar.

De acordo com o procurador Luciano Gorrilhas, os moradores aprovam a presença do Exército para que as revistas continuem e, assim, iniba a ação dos traficantes que obrigam a população a levar drogas para as comunidades.

- As drogas entram no Complexo do Alemão em mochilas de crianças e bolsas de mulheres e idosas. Eles [moradores] sofrem as ameaças do tráfico já conhecidas da população.

Para o Exército, o episódio criou uma tensão que seria aproveitada pelos criminosos que tentaram invadir o Alemão na terça-feira, quando um intenso tiroteio assustou moradores e deixou os militares em alerta diante da possibilidade de uma invasão. Quatro militares ficarão afastados enquanto responderem a um inquérito policial militar.

Segundo o comandante do CML (Comando Militar do Leste), o general Adriano Pereira Júnior, na confusão de domingo, os soldados teriam caído em uma “armadilha” ao tentar abordar dois homens flagrados vendendo drogas. Eles se esconderam em um bar, onde moradores assistiam a um jogo de futebol na TV, e deram início a um tumulto.

Gorrilhas reforçou que a população deve denunciar a má conduta dos militares e também o tráfico pelo número 0800-0217500. Segundo ele, no primeiro momento de abordagens da população, não houve relatos de abusos por partes da tropa do Exército.

Rotina normal
A rotina dos moradores do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, voltou ao normal na manhã desta quinta-feira (8). A primeira noite depois do tiroteio que assustou os moradores na ultima terça-feira (6) foi aparentemente tranquila, sem nenhuma ocorrência, e as pessoas saíam de casa normalmente para trabalhar.

Para a Secretaria de Segurança, o ataque teve como principal objetivo desgastar a imagem do Exército. A ação dos criminosos, que forçaram a retomada de território na Vila Cruzeiro (Complexo da Penha, vizinho ao Alemão, e também ocupado pelos militares) pegaria carona nos recentes conflitos entre militares e moradores nessas comunidades.

De acordo com setores da inteligência do Estado, um bonde de dez carros com 50 criminosos tentava chegar à Vila Cruzeiro por meio dos morros do Adeus e da Baiana. Apesar de pertencentes ao Alemão, essas comunidades não eram patrulhadas pelos militares. Após o intenso tiroteio na noite de terça que levou pânico a moradores, essas favelas passaram a ser ocupadas pela Polícia Militar que vasculha a área com a ajuda do Exército à procura dos traficantes.

O grupo criminoso não conseguiu alcançar a Vila Cruzeiro, favela que dominava antes da ocupação. Durante a tentativa de invasão, houve confronto com militares e policiais e os traficantes recuaram.

Até a noite de quarta-feira (7), nenhum suspeito havia sido preso na região. Como os morros do Adeus e Baiana têm dezenas de acessos, a chance de fuga é grande. Os ataques aconteceram horas após o Exército divulgar um vídeo em que mostra suposta venda de drogas no conjunto de favelas do Alemão.

Fonte: http://noticias.r7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.