"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

domingo, fevereiro 06, 2011

Jovem é enforcado e tem olhos arrancados dentro de cela

Douglas Fernandes - Da Sucursal do Centro-Oeste de Minas

Dois menores, que confessaram o crime, alegaram que a vítima estava tentando 'mandar' no local

DIVINÓPOLIS – Familiares de Felipe Augusto Mendonça, 18 anos, estão indignados com o assassinato do jovem, na noite da última quarta-feira (17), dentro do centro socioeducativo para menores de Divinópolis, no Centro-Oeste mineiro, onde ele estava detido desde o dia 16 de novembro. A Polia Civil (PC) apurou o crime cometido com requintes de crueldade e trabalha com a hipótese de o homicídio ter sido motivado pela disputa de poder na cela entre a vítima e outros dois menores. Mas a família do jovem alega que, na verdade, a morte de Felipe foi encomendada por traficantes da região.
O autônomo Ramilton Mendonça, 46 anos, pai de Felipe, admite que sabia do envolvimento do filho com drogas, mas questiona o procedimento adotado pelos agentes do centro socioeducativo. “Chegaram aqui em casa durante a madrugada, avisando que meu filho havia sido assassinado, mas não souberam dizer como ele tinha morrido. Eu sempre tentei ajudar meu filho, mas infelizmente não consegui. Agora, vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para descobrir o que realmente aconteceu, inclusive acionar a Justiça se for preciso, porque para morrer lá dentro onde estava, melhor deixá-lo na rua”, disse. O pai disse ainda temer pela vida do filho mais velho, Rafael Gustavo Mendonça, 19 anos, que está no presídio Floramar.

Um outro familiar, que não quis se identificar, disse que essa foi a segunda vez que Felipe foi apreendido por envolvimento com o tráfico de drogas, e que ele já havia dito que estava jurado de morte. “Ele pediu que a gente tirasse ele lá de dentro, justamente com medo de morrer”, informou.

O delegado de Crimes Contra a Vida, Marcelo Nunes Júnior, disse que o homicídio aconteceu por volta das 22 horas, quando o adolescente tentou se impor na cela onde estava com I.O.F.G., 17 anos, e L.C.A.S., 16 anos. “Os dois menores já foram ouvidos e admitiram o crime, alegando que Felipe estava tentando ‘mandar’ na cela. Durante a noite, depois da ronda, eles, então armados com uma ‘Tereza’ (corda feita de lençóis), estrangularam a vítima. Depois de morta, utilizaram uma escova de dente para arrancar um dos olhos e perfurar o outro, e urinaram sobre o corpo. Não acreditamos que o crime tenha algum envolvimento com o tráfico de droga. Os dois autores serão encaminhados para a Promotoria da Infância e Juventude, que decidirá o que fazer”, explicou.

O promotor da Infância e Juventude de Divinópolis, Carlos José e Silva Fortes, ouviu os dois menores suspeitos, na tarde desta quinta-feira (18), e disse que eles serão processados, podendo pegar até três anos de internação pelo crime. Ele disse que esse é um fato isolado e que não reflete a realidade do centro socioeducativo, que acredia realizar um bom trabalho. A equipe de reportagem do HOJE EM DIA tentou contato com a direção do local, que não quis se manifestar.
Em nota oficial, a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais (Sedes) informou que o corpo do adolescente foi encontrado no alojamento, por volta das 20h30. “Os agentes socioeducativos foram acionados pelos outros dois adolescentes que estavam com ele no alojamento. Os dois jovens prestaram depoimento à Polícia Civil, que também realizou a perícia no local do fato. A Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas (Suase) também instaurou procedimento preliminar de apuração para esclarecer o caso”.

O centro socioeducativo de Divinópolis tem 48 vagas, mas abriga, atualmente, 65 menores.
Foto:Ramilton Mendonça, pai da vitima, admitiu que sabia do envolvimento do filho com o tráfico/De:Jaja Carneiro
Fonte:http://www.hojeemdia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.