"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

segunda-feira, julho 30, 2012

Agentes socioeducativos pedem segurança e entram em greve no PR

Estado possui mil crianças e adolescentes divididos em 18 unidades.
Governo estadual afirma manter diálogo aberto com os profissionais.

Bibiana Dionísio
Do G1 PR

Os 1.200 agentes do Sistema Socioeducativo do Paraná entraram em greve, por tempo indeterminado, na manhã deste sábado (28). Durante o período de mobilização, apenas 30% dos funcionários de cada unidade vão trabalhar para garantir os mínimos direitos das crianças e adolescentes nos quesitos alimentação, higiene e emergência médica. No estado, são 18 unidades com aproximadamente 1.100 internos.
Entre as reivindicações da categoria estão o envio do projeto de lei à Assembleia Legislativa (Alep) que sugere a criação do cargo de agente de segurança socioeducativo, realização de concurso público para suprir a defasagem de pessoal, equiparação salarial aos agentes penitenciários do estado e garantia de segurança para os profissionais, inclusive, com policiamento armado. “Segurança com carteira de identidade não existe”, disse o presidente do Sindicato dos Servidores da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social (Sindsec), Mário Monteiro.
Em nota, o governo estadual informou que está tomando todas as providências cabíveis para garantir a integridade física dos adolescentes atendidos, em razão da paralisação dos servidores das unidades de socioeducação.
“A secretaria ressalta que tem mantido aberto o canal de diálogo com os seus servidores, procurando atender a todas as reivindicações e sugestões que visam a melhoria do trabalho da categoria”, diz trecho da nota.
“Eles falam, ouvem, e não resolvem nada”, desabafou o presidente. Segundo Monteiro, todas as categorias que paralisaram as atividades no estado conseguiram avançar na pauta de reivindicações, por isso, a categoria acabou optando pela greve. De acordo com o Sindsec, o governo estadual foi notificado na terça-feira (24) de que os profissionais iriam parar.
Com a mobilização, os agentes não realizarão, por exemplo, atividades educativas e acompanhamento em audiências externas. Na unidade de Laranjeiras do Sul, na região central do Paraná, as visitas – que ocorrem normalmente nos fins de semanas – foram suspensas.
De acordo com o agente Ariel Oro, que também é representante do movimento grevista, a ação desagradou os adolescentes que fazem “bate grade”. Cerca de 70 crianças e adolescentes, entre 12 e 21 anos, estão na unidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.