"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

terça-feira, julho 24, 2012

Menor estupra menina de 2 anos

Adolescente de 12 anos abusou sexualmente da criança e, depois, foi linchado por traficantes do Palmares, em Ibirité.
LUCAS SIMÕES

"Todo mundo ficou revoltado. Por isso, bateram nele sem dó". A justificativa para o espancamento de um menino de 12 anos é de um aposentado que ajudou a socorrer o adolescente, depois que ele foi arrastado para um barracão e agredido supostamente por dois traficantes do bairro Palmares, em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte. As agressões, que aconteceram anteontem à tarde, foram consideradas uma represália ao estupro praticado pelo jovem contra uma menina de apenas 2 anos.

Segundo o tenente Davison Lopes de Oliveira, da 213ª Cia. do 48º Batalhão de Polícia Militar, o adolescente ficou responsável por tomar conta de duas crianças, de 2 e 3 anos, filhas de uma vizinha, durante a tarde do último sábado. Após a saída da mulher, ele teria estuprado a menina de 2 anos na sala da residência. "Fomos acionados para atender uma denúncia de abandono de incapaz no local. Ao chegarmos lá, descobrimos o estupro", disse o militar.

Ao entrarem na residência, os militares encontraram a avó da criança, que suspeitou do abuso sexual e relatou ter voltado para casa e não ter encontrado o jovem. "Ela resolveu dar um banho na menina porque a criança chorava muito. Aí, viu um sangramento nas partes íntimas dela", disse o militar.

A menina foi encaminhada para o Hospital Municipal de Ibirité e transferida, em seguida, para o Odilon Behrens, na região Noroeste de Belo Horizonte, onde foi constatado o abuso sexual.

Agressões
Conforme informações da Polícia Militar, o menor tem envolvimento com o tráfico de drogas, mas os responsáveis pelas agressões ainda não foram identificados como traficantes. Apesar disso, testemunhas informaram que viram dois homens armados com pistolas 9 mm conduzindo o menor pelo braço até um barracão na rua Ubá, onde ele teria sido espancado com coronhadas na cabeça, além de chutes e socos pelo corpo. "Eles o procuraram no sábado e não acharam. Aí, voltaram no domingo e foram incentivados a agredir a criança por outros moradores", disse um aposentado de 72 anos, que mora na região.

O adolescente, que foi jurado de morte, foi encontrado caído em frente a uma igreja evangélica, na rua Ubá, próximo à casa de parentes, por volta das 11h. Com ferimentos graves na cabeça e escoriações por todo o corpo, ele foi socorrido por moradores da rua. Segundo testemunhas, o menor estava visivelmente abalado e chegou a relatar outra versão para as agressões. "Ele falou que tinha caído da bicicleta, mas ele não soube dizer onde tinha deixado a bicicleta", disse um vendedor de 20 anos. O jovem e um primo dele acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o adolescente. Ele foi levado para o Hospital Municipal de Ibirité, onde permanecia em observação até a tarde de ontem. O menor esteve acompanhado da mãe, que informou não ter "nada a declarar" sobre o caso.

Ligação com o tráfico
O menor que foi linchado pelos moradores do bairro Palmares tem envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a Polícia Militar. Ele se mudou há alguns meses de Nova Contagem, em Contagem, na região metropolitana, para morar com a avó, em Ibirité. Segundo o tenente Davison de Oliveira, o menino trabalha para traficantes como olheiro desde que se estabeleceu na região. Apesar disso, o adolescente não possui registros na polícia. A reportagem tentou entrar em contato com a mãe da menina vítima de estupro, mas ela não foi localizada.

Mesmo assim, vizinhos informaram que o adolescente agredido tomava conta das crianças em outras ocasiões. "Ele estava sempre por aqui, era brincalhão e não causava transtornos para ninguém", disse um aposentado de 72 anos, morador da região, que teve a identidade preservada. (LS)
FOTO:  CHARLES DUARTE/Adolescente, que foi agredido e jurado de morte por traficantes, foi encontrado caído em um terreno de Ibirité

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.