"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quinta-feira, agosto 11, 2011

Minas Gerais cria projeto para dar oportunidade de inserção profissional a egressos do sistema prisional


O Instituto Minas Pela Paz (IMPP), a Fiemg e o Governo de Minas lançam hoje o Projeto Regresso, cujo objetivo é criar condições adequadas para a capacitação e reinserção profissional e social de egressos do sistema prisional estadual. Inicialmente, serão oferecidas 300 vagas para os egressos do sistema prisional nas empresas.

O Projeto Regresso é pioneiro no Brasil. Cada um dos parceiros desenvolve ações específicas: o Estado concederá incentivos às empresas (no valor de dois salários mínimos) para cada vaga criada para os egressos e também cuidará de prover apoio jurídico, social e psicológico aos egressos e às suas famílias. Já o Instituto Minas pela Paz (IMPP) ficará responsável por mapear o perfil dos ex-detentos e cuidar das articulações com as empresas potencialmente empregadoras. O Sistema Fiemg irá oferecer 760 vagas nas redes de ensino básico do Sesi e profissionalizante do Senai para o egressos se capacitarem para o mercado de trabalho e às empresas caberá acolher e garantir boas condições de trabalho.

Uma vez selecionado, o egresso passa a ser acompanhado mensalmente nos quatro primeiros meses e bimestralmente nos meses seguintes. A finalidade é poder estar junto ao egresso frente às dificuldades que ele, por ventura, possa encontrar nesse retorno a uma vida de compromissos e responsabilidade.

Outra função é dar suporte ao egresso nos demais aspectos da sua vida, como, por exemplo, em conflitos com familiares e com a sociedade, dificuldades emocionais e no relacionamento dentro da empresa, pois ele pode sofrer certos estigmas e preconceitos por parte de colegas de trabalho.

A empresa é responsável pelo pagamento dos salários, encargos e benefícios do contratado. O período de vigência do pagamento dos incentivos é de 24 meses.

Formação - Para facilitar a reinserção dos ex-detentos no mercado de trabalho, o Sesi e o Senai vão oferecer, inicialmente, 760 vagas para cursos de educação básica, continuada e de qualificação profissional. O Sesi já reservou 500 vagas, sendo 200 para a educação de jovens e adultos, no qual o principal instrumento será o Telecurso 2000, com cursos de duração de um ano e meio.

As outras 300 vagas serão para cursos de educação continuada, com duração de 40 a 100 horas, preparativos para o mercado de trabalho (Auxiliar Administrativo, Curso Básico de Micro-Informática, etc).

O Senai, que irá oferecer 260 cursos de qualificação profissional, com carga de 160 a 200 horas, irá atuar em conjunto com o Sesi nas APACs citadas e também na penitenciária feminina. Para o curso de telemarketing na PIEP, por exemplo, já existe uma empresa interessada na contratação das egressas.

Fonte: FIEMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.