"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sexta-feira, agosto 05, 2011

Publicitário é preso na Paraíba acusado de pedofilia e estupro em cinco Estados


Valéria Sinésio

O publicitário Fábio Pereira de Sousa, 43, preso na semana passada por estupro e pedofilia na Paraíba, também está sendo acusado de cometer o crime em pelo menos outros quatro Estados do país. Apesar de a prisão ter sido efetuada há alguns dias, só nesta segunda-feira (1°) a verdadeira identidade do homem veio à tona. Até então, ele se apresentava como Abner Machado Neto. De acordo com a polícia, 16 vítimas já o reconheceram como o autor de estupros ocorridos desde o ano passado em João Pessoa (PB).

Entre as vítimas estavam crianças e adolescentes. O último caso foi registrado há duas semanas: uma menina de 11 anos teria sido sequestrada, dopada e estuprada pelo publicitário. Segundo a polícia, após cometer o crime, ele deixou a garota no mesmo local onde a sequestrou, perto de sua residência. A mãe da vítima disse que, dias antes, Sousa foi até a lanchonete da família e tomou um refrigerante –para a polícia, o acusado estava observando a criança e planejando o crime.

Até agora, ele confessou ter cometido apenas dois estupros.

O publicitário alugou um pequeno apartamento na capital paraibana, para onde provavelmente levava suas vítimas. No local, a polícia encontrou sangue no chão e fitas de vídeo com imagens de estupros cometidos por ele. Hoje, uma adolescente de 13 anos, que também se diz vítima do acusado, revelou à polícia que está grávida de três meses do homem.

Após a prisão, a polícia descobriu que há mandados de prisão por estupros e falsificação de documentação pública contra o publicitário no Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia. Os crimes vinham sendo praticados desde 1992.

Palestras para jovens

O publicitário, segundo as investigações, era casado, tinha filhos e um comportamento considerado normal, que não levantava suspeitas. Com boa aparência, o acusado dava palestras para jovens envolvidos com drogas. Após ser preso, ele disse que “fez isso porque se desvirtuou do caminho de Deus”.

O tenente coronel Souza Neto, que acompanhou a prisão, afirmou que ele e toda a equipe ficaram “chocados” com o relato das vítimas sobre os abusos. “Ele drogou as jovens e abusou delas de todas as formas, por várias horas”, afirmou.

Fonte:http://noticias.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.