"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, maio 14, 2011

Quando o adolescente rouba

Fique atento no caso do seu filho aparecer em casa com objectos ou dinheiro

Muitas vezes se ouve dizer que as crianças roubam, mas isso não corresponde inteiramente à verdade. Roubar pressupõe que o objecto esteja num local privado, como é o caso de uma loja.
Furtar é um termo mais adaptado aos pequenos delitos das crianças já que, psicológica e juridicamente, o acto de furtar está ligado à apropriação de um objecto que se encontra acessível.
As crianças frequentemente furtam, mas raramente roubam. Com os adolescentes a situação já é diferente.


Com um pé na delinquência


No período da adolescência, o roubo é bastante mais frequente que o furto. Nesta faixa etária, a leitura que se faz do comportamento é completamente diferente daquela que é feita no caso das crianças.
Para o adolescente, o roubo funciona, sobretudo, como uma desafio aos adultos, à sociedade e até a ele próprio, testando os seus limites. É quase sempre efectuado sozinho. Os automóveis constituem o alvo preferencial.
Frequentemente o objectivo é andar um pouco com ele e depois abandoná-lo. Isto porque, não existe uma real intenção de causar algum tipo de prejuízo a outrem. O que se passa é que os automóveis, simbolicamente, se encontram associados à força e à entrada para o mundo adulto.
Não nos podemos esquecer, que a carta de condução é um importante ritual de passagem. Porém, algumas vezes, as razões inconscientes que levam o adolescente a roubar, são bastante mais complexas.


A idade de todos os riscos


Não seria de estranhar que um jovem que assumiu um comportamento exemplar enquanto criança, se inicie no roubo durante a adolescência. É que a pressão social fez com que existisse um forte recalcamento dos impulsos, e esta energia acaba por ser libertada mais tarde, sob a forma de pequenos delitos.
Exceptuando os casos de Cleptomania, os especialistas de saúde mental apontam inequivocamente para um erro de educação, enquanto motivo subjacente a este comportamento. Estudos feitos nesta área, constatam que os pais de adolescentes que roubam são frequentemente intolerantes e desinteressados.


A cleptomania


A Cleptomania, constitui um distúrbio que se manifesta pela existência de um impulso irresistível, que leva a pessoa a roubar algo. É muito vulgar ocorrer em supermercados, onde os objectos se encontram dispostos de uma maneira mais acessível.
O cleptómano não consegue controlar a ansiedade que sente no momento anterior ao acto, e essa ansiedade só é anulada quando rouba. De notar que nunca rouba dinheiro, mas sim objectos cuja importância é irrelevante. Não existe motivo aparente, quer seja de ganho pessoal ou para outrem.
Quando confrontados, confessam-se arrependidos. Aliás, podem inclusive ir por iniciativa própria, devolver os objectos furtados. É um distúrbio raro.


Recorrer ao psicólogo


Se a situação se repetir frequentemente, é de colocar a hipótese de vir a procurar ajuda especializada. Por muito boa vontade que os pais e educadores possam ter, é um facto que certos casos são bastante difíceis de controlar.
É importante não os deixar avançar, porque só assim se pode impedir que a criança não se transforme num adolescente delinquente. O desenvolvimento infantil, só se faz de uma maneira harmoniosa se o ambiente o permitir.
Pedir a opinião de um Pedopsiquiatra ou de um Psicólogo clínico, pode evitar o surgimento de grandes problemas no futuro.

Texto da autoria de Drª Teresa Paula Marques (Foto) Psicóloga Clínica, especialista em Psicologia Infantil e do Adolescente
Consultórios:
Clínica da CriançaTelef.: 21 4155850
Para mais informações acesse o site:
www.teresapaulamarques.com
consultório no Sapo : http://psicologiacriancaeadolescente.blogs.sapo.pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.