"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quarta-feira, junho 29, 2011

Sistema Penitenciário: nova lei já começa a interferir em flagrantes no Amapá

Elen Costa
O primeiro impacto da nova lei sobre o sistema penitenciário começou a ser sentido no estado do Amapá. A prova disso aconteceu na semana passada quando policiais militares prenderam em frente a um motel no bairro do Buritizal, A.S.C, de 27 anos. Segundo o Boletim de Ocorrências (BO) assinado por volta das 3h de terça-feira (21), depois de uma denúncia anônima, a guarnição do 1° batalhão da Polícia Militar (PM) chegou até a mulher, e durante a revista os militares encontraram com ela 19 papelotes de substâncias entorpecentes.


A.S.C que já foi presa e estava respondendo em liberdade pelo crime de furto, foi apresentada no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Congós, e após os procedimentos autuada em flagrante por tráfico de drogas. De acordo com delegado plantonista Gabriel Poiava, no mesmo dia a comunicação sobre a prisão da mulher foi emitida ao juiz. Porém, o caso foi encaminhado ao magistrado do expediente da comarca, que as vésperas do feriado prolongado de Corpus Cristi não foi localizado.


No dia seguinte a autoridade policial reiterou a comunicação, informando inclusive que as celas da delegacia não são adaptadas, e nem têm estrutura para manter qualquer pessoa presa até a decisão da Justiça. No entanto, o juiz plantonista alegou que não tinha atribuição para decidir no caso. “Tive que mobilizar todo o meu pessoal porque era necessário que a presa fizesse o banho de sol, suas necessidades fisiológicas, higienização, e o principal que era a alimentação. Mas infelizmente o Ciosp não é adaptado e não tem a mínima condição de manter alguém preso. A não ser até que seja feito o flagrante ou o Termo circunstanciado (TC)”, disse Poiava.


Enquanto o feriadão não chegava ao fim, A.S.C ficou por seis dias presa em condições sub humanas nas celas do Ciosp. Somente na manhã de ontem (27) a homologação do flagrante foi feito. Mas no mesmo momento o juiz concedeu liberdade provisória a suspeita.


Como as prisões passam a funcionar
A partir de agora, a prisão preventiva está proibida para crimes com penas inferiores a 4 anos, como os furtos simples, crimes de dano ao patrimônio público, entre outros, desde que o acusado não seja reincidente. A prisão em flagrante também não servirá mais para manter um suspeito atrás das grades, como hoje acontece. Além disso, os valores para fianças aumentam e serão revertidos, obrigatoriamente, em favor das vítimas de criminosos condenados.


A lei prevê nove novas maneiras de medida cautelar além da prisão. Entre elas estão o comparecimento perante o juízo, a proibição de frequentar certos locais, de manter contato com determinadas pessoas, de se ausentar de uma cidade, ter de ficar em casa durante a noite e o monitoramento eletrônico.


O pagamento de fiança pode chegar a cem salários mínimos (para penas inferiores a 4 anos) e 200 salários mínimos (penas superiores a 4 anos). O valor pode chegar até R$ 109 milhões. Em crime de corrupção, o juiz pode aplicar a fiança e recuperar o dinheiro para o poder público. A vítima, até hoje esquecida, também pode ter garantido no futuro o direito à indenização.
Foto:Autoridades policiais dizem que as delegacias do estado não possuem estruturas de cadeia para manter os presos até a decisão da Justiça


Fonte:http://www.amapadigital.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.