"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

quinta-feira, dezembro 22, 2011

Em juízo adolescente reafirma que matou idoso a pauladas para roubar dinheiro

Na audiência realizada perante o juízo de Poconé (104 Km ao sul de Cuiabá) o adolescente, de 17 anos, reafirmou a autoria do assassinato do aposentado Silvando Joaquim de Souza, 68 anos, morto a pauladas no dia 1º de dezembro. Ele disse que matou para roubar qualquer quantia de dinheiro que encontrasse na casa. Como o menor já está solto por não ter conseguido uma vaga para internação no Centro Socioeducativo de Cuiabá, no Complexo do Pomeri, a promotoria solicitou que novamente seja encaminhado um pedido de vaga para o menor infrator, porém, dessa vez em qualquer unidade socieducativa do Estado.

Também foi solicitado um estudo psico-social para se descobrir se ele é portador de algum distúrbio mental, ou sofre de algum trauma psicológico. Isso porque em depoimento ao delegado Rodrigo Bastos e também ao juiz responsável pelo caso, o menor confessou o crime em detalhes, sem mostrar arrependimento. E mesmo após conversar com um defensor antes se ser interrogado nesta quinta-feira (15), manteve a versão que matou o idoso para roubar e não negou a autoria do crime. De acordo com a Polícia Civil, ele matou o idoso e depois roubou os R$ 320 que a vítima havia sacado da aposentadoria

Durante a audiência, a direção do Complexo Socioeducativo de Cáceres foi contata por telefone, mas informou que lá também está superlotado. Agora é preciso esperar a resposta do Sistema Prisional que administra todas as penitenciárias e centros socieducativos. Um novo mandado de apreensão só poderá ser expedido caso, seja expedido um atestado de vaga em qualquer unidade do Estado.

O pai do adolescente também foi ouvido na audiência. Ele relatou que ainda está perplexo com a atitude do filho que não tinha ficha criminal, está concluindo 3º ano do ensino médio sem nunca ter reprovado, tinha namorada e nunca havia apresentado comportamento agressivo. O adolescente mora há um ano e meio com o pai, a madrasta e dois irmãos ao lado do sítio que vítima cuidava como caseiro. Antes ele morava com a mãe em outra cidade.

Uma nova audiência já foi marcada para o dia 12 de janeiro. Na ocasião, serão ouvidas todas as testemunhas que forem apontadas pela Polícia Civil e solicitadas pela Justiça. Espera-se que até lá o laudo psicológico do menor já esteja finalizado para auxiliar na fixação da medida socieducativa para ele cumprir ou então para ser sumetido a tratamentos.


Fonte: Gazeta Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.