"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

domingo, dezembro 25, 2011

Projeto da SEPLAG

Mais um passo foi dado nesta quinta-feira (22) rumo à concretização do projeto que vai mudar para melhor a vida do servidor público de Minas. Foi publicado no Diário Oficial de Minas Gerais o edital para a seleção da empresa de consultoria que fará o diagnóstico e implantará os novos processos administrativos na área de administração de pessoal do governo. Essa fase que está começando é conhecida como a 1ª Onda do Projeto de Modernização na Administração dos Serviços e Sistemas de Pessoal (M.A.S.P).

O projeto é uma continuidade das ações de valorização aos servidores, uma vez que tem como objetivo garantir, confiabilidade, transparência e agilidade aos processos relacionados à vida funcional do servidor. “Propõe-se otimizar os processos e garantir a qualidade das informações dos dados relativos a vida funcional dos servidores, a fim de conceder o pagamento dos benefícios em tempo real, de forma automática e assertiva”, explica a Subsecretaria de Gestão de Pessoas, Fernanda de Siqueira Neves.

O edital foi elaborado após consultas públicas realizadas no primeiro semestre deste ano para colher informações sobre custos junto aos fornecedores. Na ocasião, foram levantadas também considerações sobre a prestação desse serviço e que ajudaram a compor as regras do edital.

Estratégico e voltado exclusivamente para o servidor, o Projeto M.A.S.P é coordenado pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas, da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), e vai beneficiar a todos os órgãos do governo até 2016. Hoje, o Governo de Minas processa 600 mil pagamentos mês, que totalizam uma folha de aproximadamente R$ 21 bilhões ao ano, volume que reforça a importância de aprimorar os processos.

Uma vez concluído o projeto, todo servidor terá sua vida funcional mapeada e acessível de forma descomplicada. Os ganhos alcançarão servidores e governo e envolverão, principalmente, agilidade, transparência e qualidade das informações sobre a carreira de cada servidor. A exemplo, o funcionário público estadual terá acesso a várias informações profissionais importantes, em tempo real, por meio da internet, sem erros e sem burocracia. Com isso, haverá maior rapidez nas concessões de benefícios, como aposentadoria, quinquênios, certidões de contagem de tempo etc.

Hoje, essas e outras informações estão em papel, por isso, acessá-las implica em grande esforço humano dos administradores de pessoas do Governo de Minas, além de tomar muito tempo e favorecer erros.

A expectativa é que ao final da implantação do projeto, o Governo de Minas possa empreender menos tempo e recursos na administração de pessoal (processos burocráticos), pois será toda automatizada. Como consequência, os órgãos poderão focar os esforços na gestão de pessoas, na qual estão compreendidas as ações voltadas para o desenvolvimento profissional.


Dados confiáveis


Para chegar a esse nível, o Projeto M.A.S.P tem algumas etapas a cumprir. A primeira delas, que começou ontem com a publicação do edital, é essencial para que as demais transcorram de forma eficiente e programada. Ao definir os novos processos, a Seplag pretende revisar os dados armazenados, chegando ao nível de ter todas as informações saneadas.

Isso deixará tudo preparado para as novas etapas, a começar pelo recenseamento, que colherá informações para compor a pasta on line individual de cada funcionário do Governo de Minas.


Edital


As empresas que pretendem concorrer a prestar o serviço de diagnóstico e desenho dos novos processos podem retirar o edital no site http://www.compras.mg.gov.br e localizarem a concorrência 004/2011. Os envelopes contendo os documentos de habilitação, proposta técnica e proposta comercial deverão ser entregues no dia 7 de fevereiro próximo, entre 8h e 9h, no Edifício Gerais (sala 6, 6º andar), da Cidade Administrativa. A abertura do envelope Habilitação será às 10 horas do mesmo dia, no mesmo local. Conforme o edital, o prazo para a execução dessa primeira fase será de 21 meses. O preço de referência é de R$ 9 milhões.


Fonte: SEPLAG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.