"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sábado, março 17, 2012

Sem interlocução com o Iases, agentes socioeducativos podem entrar em greve

Lívia Francez



Os servidores do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Estado (Iases) realizam assembleia geral nesta sexta-feira (16) para deliberar a pauta de reivindicações e votar indicativo de greve. A categoria reclama da falta de interlocução com a diretoria da autarquia. Eles alegam que a pauta de reivindicações enviada à diretoria em novembro de 2011 nunca foi respondida.

Caso o indicativo de greve seja aprovado pelos servidores, uma nova assembleia deve ser marcada para que seja definida a data e a comunicação formal da paralisação, como prevê a legislação.

A comunicação entre o Iases e o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos) só foi restabelecida neste ano, com a realização de reuniões de discussão da pauta de reivindicações, sem avanços. Na última semana foi feita uma reunião com o Iases. Na ocasião, a autarquia se comprometeu a manter um canal de comunicação aberto com a categoria, mas ainda não surgiram decisões que atendam à pauta dos servidores.

O canal aberto entre sindicato e autarquia vai ter representatividade dos servidores e as negociações feitas a partir da abertura da nova via de diálogo vão ter prazos estabelecidos para que não haja protelação do cumprimento das reivindicações.

A situação dos servidores, principalmente das unidades de Cariacica-Sede, é precária. Depois de inspeção em janeiro deste ano, o sindicato classificou a situação das unidades como “bomba-relógio”, por conta da precariedade dos locais e das condições de trabalho ruins.

Atualmente, o sindicato está ouvindo os servidores das unidades do Iases para apurar as condições em que eles atuam. Em seguida, o Sindipúblicos pretende elaborar um documento que será entregue às autoridades sobre a situação das unidades.

Em fevereiro deste ano, houve uma “tentativa” de paralisação dos agentes socioeducativos das unidades de Cariacica-Sede. O Sindipúblicos chegou a ser oficiado pelo Iases para que a paralisação fosse interrompida sob pena de aplicação de multa diária no valor de R$ 10 mil. O sindicato, no entanto, não fora comunicado de qualquer paralisação, mas argumentou, em ofício enviado à autarquia, que, caso os servidores tivessem de fato parado, teria sido um sintoma das condições precárias de trabalho nas unidades.

Fonte:http://www.seculodiario.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.