"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sexta-feira, outubro 14, 2011

DEFENSORIA PÚBLICA INICIA CICLO DE PALESTRAS EM CENTROS PARA ATENDIMENTO DE ADOLESCENTES

A Defensoria Pública de Minas Gerais está realizando nos centros socioeducativos de Belo Horizonte ciclo de palestras voltadas para a conscientização dos internos sobre os Direitos da Criança e do Adolescente e, também, para apresentar o trabalho da Defensoria na proteção e garantia destes direitos.

A primeira unidade a ser visitada foi o Centro Socioeducativo Santa Terezinha, no dia 14 de setembro. A equipe da Defensoria Pública foi composta pelos Defensores Públicos Érika Nery Abreu, Emília Castilho e José Henrique Maia Ribeiro, este coordenador local da Defensoria Especializada Infância e Juventude. Além dos temas principais, foram abordados também, questões como a obrigação de freqüentar a escola, a necessidade de respeito aos funcionários e as regras da unidade e o envolvimento com substâncias ilícitas entorpecentes e com a criminalidade.

A cada 15 dias o Núcleo estará palestrando em um centro de atendimento para adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. Além de cumprir com sua função institucional, a visita da Defensoria Pública nestes estabelecimentos será um importante apoio para o cumprimento das medidas. Isso porque, ao esclarecerem as questões pontuadas pelos adolescentes e explicar o papel desempenhado pela Defensoria, possibilita a conscientização dos jovens acerca da importância do cumprimento da medida imposta.
Inauguração de Centro

No dia 21 de setembro as Defensoras Públicas Érika Nery Abreu e Emília Castilho, compareceram na inauguração do novo Centro Socioeducativo, no Bairro Horto, em Belo Horizonte. A solenidade contou com a presença do Secretário de Defesa Social, Lafayette Andrada, representando o Governador Antônio Anastasia, e demais autoridades.

As novas instalações comportam 58 adolescentes, com quatro alas de alojamentos e, cada uma delas, com local adaptado para adolescentes portadores de necessidades especiais. A unidade era aguardada, principalmente pelos adolescentes do Centro de Internação Provisória Dom Bosco. Recentemente estes menores encaminharam abaixo assinado à Defensoria Pública reivindicando a transferência para local adequado. Gradativamente, 40 adolescentes que cumprem a medida de forma indevida no Ceip Dom Bosco serão transferidos para a nova unidade.

Fonte: Ascom/DPMG (28/09/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.