"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sexta-feira, outubro 14, 2011

Preso hospitalizado dopa agentes e foge de carro

Com a ajuda do filho, suspeito de roubo de veículo colocou tranquilizante em refrigerante e serviu para seguranças
RICARDO VASCONCELOS
Usando um tranquilizante misturado a um refrigerante, um preso conseguiu dopar dois agentes penitenciários e fugir da enfermaria de um hospital, anteontem, em Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas. A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) e a Polícia Civil vão investigar o que aconteceu.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital São João de Deus, Ademir Fernandes Vieira, de 42 anos, estava internado, desde o último dia 7, com febre e suspeita de dengue.

Anteontem, o filho do preso chegou ao local, por volta das 14h30, para visitar o pai. O rapaz comprou um refrigerante de dois litros na lanchonete do hospital e seguiu com a garrafa para a enfermaria. Após a troca de turno, dois agentes penitenciários chegaram para fazer a escolta do detento. O filho de Ademir teria dito aos agentes que os colegas deles do turno anterior haviam comprado a bebida e ofereceu para eles.

Ainda segundo a assessoria do hospital, sem perceberem que havia o tranquilizante misturado ao refrigerante, eles beberam quase tudo e, poucos minutos depois, entraram em sono profundo. Um autêntico golpe do "boa-noite-cinderela".

Aproveitando disso, pai e filho conseguiram sair da unidade, passando por todos os setores do hospital sem serem notados e fugiram em um Fiat Palio azul. A direção do hospital está analisando as imagens do circuito de segurança para saber como tudo aconteceu.

A Polícia Militar foi chamada ao hospital logo após a fuga, mas não conseguiu localizar o fugitivo e o filho dele. O caso foi encaminhado ontem para a 1ª Delegacia Regional de Divinópolis, que instaurou um inquérito para investigar o caso. O resultado deve ser conhecido em até 30 dias. Um policial civil, que preferiu não ter o nome divulgado, disse que, no dia em que deu entrada no hospital, Ademir foi preso em cumprimento a um mandado de prisão por roubo de carro. Sendo ele dono de um ferro-velho, a suspeita é que usava as peças de veículos roubados para colocar em carcaças velhas legalizadas, a fim de revender os automóveis.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que o presídio Floramar, em Divinópolis, para onde Ademir Vieira seria levado, abriu procedimento administrativo para apurar as circunstâncias e as responsabilidades sobre a fuga. De acordo com a Polícia Civil, até a noite de ontem, o preso não havia sido recapturado.

Análise
A Polícia Civil informou que a garrafa com o restante do refrigerante foi encaminhada para análise no Instituto de Criminalística de BH. O líquido vai passar por exames para saber o que foi misturado à bebida. O resultado deve sair em até 30 dias.

Fonte: http://www.otempo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.