"Agentes de Segurança Socioeducativo ajudem ao SINDSISEMG a melhorar as condições do Sistema Socioeducativo, filiem-se, acessem e participem dessa conquista.

sexta-feira, outubro 21, 2011

Quinze anos e cinco mortes nas costas

Garota, que seria matadora do tráfico no Morro Vermelho, em Contagem, é apreendida sob a acusação de mais um assassinato

KARINA ALVES
falesuper@supernoticia.com.br

Ela tem apenas 15 anos, mas é suspeita de cometer pelo menos quatro assassinatos a sangue-frio em Contagem, na região metropolitana, segundo a polícia. Esse é o currículo criminoso de uma adolescente apreendida ontem, acusada de mais um homicídio. Segundo a polícia, ela atua como matadora e age a mando de traficantes de droga da vila Morro Vermelho, no bairro Petrolândia. Policiais afirmam que a garota usa o fato de ser menor para cometer os delitos e ficar em liberdade.

"Mesmo tão nova, ela já é braço-direito dos traficantes do Morro Vermelho. O que chama a nossa atenção é a disposição que ela tem para o crime. Quando tem alguém para matar, é ela quem faz o serviço. A comunidade tem medo de delatá-la porque ela sempre ameaçou quem a entregou", afirmou o delegado de plantão Acir Alves dos Santos, da 6ª Seccional de Contagem.

Na madrugada de ontem, a menor foi apreendida mais uma vez sob a acusação de ter matado uma jovem por vingança, no bairro Petrolândia. Gracielle Priscila Pereira Gonçalves, de 19 anos, foi assassinada em casa com dois tiros. O namorado da vítima e um primo da adolescente presenciaram o crime.

Segundo o delegado, eles relataram que a menor chegou ao local em um Chevette prata, junto com um comparsa. "Ela estava armada, pediu para chamar a Gracielle e atirou assim que viu a vítima", contou.

Policiais apuraram que a adolescente teria matado Gracielle para vingar a morte de um amigo, que teria sido morto pela vítima. No entanto, de acordo com informações preliminares da Polícia Civil, Gracielle não tinha antecedentes criminais.

A adolescente foi apreendida em casa, no Morro Vermelho, próximo ao bairro onde o crime ocorreu, mas o suspeito que estaria com ela e a suposta arma utilizada não foram encontrados. Ela negou o crime e o envolvimento com traficantes. A menor foi levada para a 6ª Delegacia Seccional de Contagem, de onde foi encaminhada ao Juizado da Infância e Juventude.

Crimes ainda em investigação

As investigações dos outros quatro assassinatos dos quais a adolescente é suspeita ainda estão em andamento. O delegado Acir Santos não quis detalhar os crimes para não atrapalhar as investigações. O maior problema para provar a participação dela nos delitos, segundo ele, são as testemunhas. "Várias pessoas viram os crimes mas têm medo de falar". Um dos assassinatos, segundo moradores da vila Morro Vermelho, aconteceu há cerca de um mês. Um jovem que saía de uma quadra de futebol no bairro Industrial São Luiz foi morto com vários tiros. O motivo do crime seria dívida com o tráfico. Ainda segundo o policial, as últimas apreensões da menor ocorreram por posse de arma e ameaça.



´Vou matar meu primo´, disse a menor
Na delegacia, a adolescente negou o crime e não se mostrou intimidada com a presença de policiais. "Não sou amiga de nenhum traficante e não tinha nada contra essa mulher que morreu. Ela foi morta por uma outra pessoa que estava ameaçando-a". A menor também chegou a dizer que mataria o primo. "Vou matá-lo. Ele me entregou", disse quando questionada sobre o parente.A mãe dela acredita na inocência da filha. "Ela estava na casa de uma vizinha vendo filme ontem à noite (anteontem). A polícia é que fica na cola dela", disse a mulher. O delegado Acir Santos diz que vai tomar medidas para conter a jovem. "Com mais esse assassinato, vamos tentar uma internação em Belo Horizonte. O grande problema é que as pessoas têm medo de denunciá-la. Assim, fica difícil conseguir provas contra ela". (KA)
Fonte: http://www.otempo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua participação é importante para nosso aperfeiçoamento e avaliação das demandas necessárias dos Agentes de Segurança Socioeducativos, contamos com a educação, o bom senso a o união de todos na construção de um sistema melhor e verdadeiramente eficiente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

LEI DO PORTE DE ARMA PARA AGENTE

Vamos participar desta campanha para que nossa categoria tenha o porte de arma estabelecido em lei, não perca tempo.

Clik na imagem para participar

Os Agentes precisam dê seu voto

Os Agentes precisam dê seu voto
Participe da Petição Pública, clik na imagem acima.